Fale pelo WhatsApp:

Consultoria

Serviço de Assessoria e Consultoria[divider]Voltar ao topo[/divider]

A importância de estratégias de ação preventiva nas empresas, escolas faz com que exista a demanda por um serviço deste porte.

Contamos com profissionais extremamente capacitados para implantação de políticas públicas e privadas de prevenção primária, secundária e terciária.

Assessoramos na elaboração de políticas de ação preventiva e na implementação de programas extremamente personalizados e focados na realidade de cada instituição, sua cultura e o público alvo.

[divider_top]Voltar ao topo[/divider_top]

Atividades do Programa Prevenção e Qualidade de Vida

[divider]Voltar ao topo[/divider]
O NÚCLEO INTEGRADO oferece serviço de Assessoria e Consultoria as Empresas no intuito de fortalecer estratégias de Promoção da Qualidade de Vida e Prevenção ao Uso/Abuso de Substâncias Psicoativas junto a seus colaboradores, tendo em vista o alto custo, a queda na produtividade e ao alto índice de acidentes laborais em virtude dos Problemas Relacionados ao Abuso de Substâncias.

– Palestras Interativas
– Cursos de Capacitação
– Treinamento de Equipes
– Supervisão de Projetos de Ação Preventiva

* Implantação de Programas focado nos Problemas Relacionados ao Álcool e outras
* Testagem Toxicológica

– Prevenção
Oferecemos diversos temas para realização de palestras interativas, Workshops, apresentações teatrais e Teatro Itinerante (Blitz Teatrais) com foco na promoção da Qualidade de Vida e redução dos fatores de risco.

[divider_top]Voltar ao topo[/divider_top]

Sinais comportamentais do uso de drogas na adolescência

[toggle title=”Clique aqui para saber mais”]
Com o uso de drogas presente muitos são os sintomas apresentados.
Devido a falta de informações é comum que famílias não percebam que estas mudanças estão vinculadas ao consumo de substâncias por seus jovens.
Fiquem atentos a:

  • Longos períodos de isolamento.
  • Mudanças bruscas no comportamento e na personalidade
  • Desafio ‘a autoridade e ‘as regras, em casa e na escola.
  • Mudança de amigos, com afastamento dos antigos grupos
  • Afastamento de atividades de lazer que anteriormente eram prazerosas.
  • Desleixo falta de cuidado com a higiene e com a aparência.
  • Perda de concentração e de memória, raciocínio lento, falta de orientação de tempo e espaço.
  • Queda no rendimento escolar ou abandono dos estudos.
  • Queda na qualidade do trabalho, inquietação, irritabilidade, insônia ou, ao contrário, depressão e sonolência.
  • Atitudes furtivas ou impulsivas, uso de óculos escuros mesmo sem excesso de luz, camisas de manga longa mesmo no calor.
  • Existência de cachimbos, grampos, canivetes ou colheres queimadas, papel de cigarro, sementes no cinzeiro (como comida de passarinho).
  • Uso de desodorantes ou incensos no quarto e na casa.
  • Troca do dia pela noite.
  • Sumiço de dinheiro e de objetos de valor.
  • Ganho ou perda anormal de dinheiro.

Não negue que possa existir o uso de drogas, a maior dificuldade em ajudaré a negação do problema, fazendo com que a situação se agrave.

Busque ajuda com profissionais capacitados

[/toggle]

[divider_top]Voltar ao topo[/divider_top]

Problemas Relacionados ao Álcool e as Drogas no Ambiente do trabalho

[toggle title=”Clique aqui para saber mais”]

Sinais característicos do uso

Álcool
Os efeitos físicos apresentados no ambiente do trabalho vão de sensação de moleza e cansaço e dificuldade para se concentrar a dor de cabeça e enjôo, entre outros. Além disso há desconforto também para quem trabalha ao lado. O álcool é responsável por grande parte dos acidentes de trabalho que acontecem após o almoço. Quem usa essa droga tende a ser inquieto, ansioso e, às vezes, agressivo quando quer beber e não pode. Os médicos alertam para o perigo da cultura do “happy hour”: recorrer à bebida para relaxar após o expediente pode levar à dependência. O álcool é ainda um dos grandes responsáveis pelo absenteísmo na segunda-feira: a pessoa bebe muito no final de semana e não consegue encarar o trabalho por causa da ressaca.

Cigarro
Aproximadamente a cada 30 minutos, o fumante começa a apresentar sintomas sutis de abstinência, como irritabilidade, inquietação, ansiedade e queda na concentração. É comum que ele conviva com esses sintomas o dia todo, livrando-se deles só ao acender um cigarro. Outra decorrência do vício é a queda na produtividade. A maioria das empresas hoje oferece os “fumódromos”, que protegem os não-fumantes. Contudo, toda vez que vai fumar, o funcionário perde pelo menos dez minutos de trabalho, sem contar o tempo que leva para voltar a se concentrar. Quem fuma também tende a sentir menos disposição e faltar mais ao trabalho por doença, em consequência da queda de resistência, por exemplo.

Maconha
Quando retoma suas atividades, quem usa maconha tende a ficar desatento, disperso e com dificuldade para realizar tarefas mais complexas ou para processar várias informações ao mesmo tempo. Esses efeitos podem acometer também o usuário de final de semana e ainda com mais intensidade quem consome um cigarro de maconha todo dia. Segundo os médicos, a capacidade de concentração fica comprometida durante dois ou três dias posteriores ao uso. Quem consome a droga três vezes por semana, pelo menos, pode apresentar menor motivação no dia-a-dia.

Cocaína
Em geral, usuários de cocaína tendem a ficar instáveis mentalmente, apresentando comportamento mais impulsivo e irritadiço. O consumo no trabalho pode deixar o usuário muito eufórico em uma reunião, agressivo em outra e, não raro, deprimido após o efeito do entorpecente.

O que as empresas podem fazer?

Prevenir o uso de drogas constitui ação de inquestionável relevância nos mais diversos contextos sociais – escola, família, comunidade e empresa – dada a complexidade da questão e os prejuízos associados ao abuso e a dependência química.

A prevenção na empresa representa custo efetivo para o empresário, aumento da qualidade de vida de sua empresa e preservação das relações interpessoais, redução dos riscos de acidentes, e aumento da produtividade em função de que o uso / abuso e dependência de substâncias psicoativas :

• Constituem a 3ª causa de faltas ao trabalho e a 8ª causa de auxílio-doença

• O álcool e outras drogas aumentam em cinco vezes os riscos de acidentes de trabalho;

• A produtividade de um empregado usuário abusivo de álcool / drogas corresponde em média, a 65% da produtividade de um não usuário;

• De 10 a 20% da força de trabalho das empresas é afetada pelo abuso de álcool / drogas;

• 71% dos usuários de drogas estão empregados;

• O álcool e outras drogas são o quarto fator de crescimento de violência no trabalho

COMO AS EMPRESAS PODEM IMPLEMENTAR ESTRATÉGIAS DE AÇÃO PREVENTIVA PARA SEUS COLABORADORES E FAMILIARES

O ambiente de trabalho é espaço privilegiado para se definir uma política de prevenção, uma vez que é nela que o trabalhador passa a maior parte de seu tempo e ali se estabelece uma rede de relacionamento capaz de lhe conferir identidade social e profissional.

[/toggle]

[divider]Voltar ao topo[/divider]

A melhor forma de se prever o futuro É construí-lo.

PROGRAMAS REALIZADOS EM

EMPRESAS

• Petrobrás
• Lubrax
• IRB
• Eletronuclear
• Light
• Fundação Rubem Berta
• Dataprev
• Cenpes– Centro de Pesquisa da Petrobrás
• Teduc
• Furnas
• Caefe
• CVM
• Marinha do Brasil

[divider]Voltar ao topo[/divider]

ESCOLAS

• Colégio Militar do Rio de Janeiro
• Colégio Bahiense
• Colégio Veiga de Almeida
• Cefet
• Saint John
• Colégio e Curso Albudane
• Secretaria de Educação do Município de Guapimirim
• Colégio Santo Inácio
• Colégio Notre Dame
• Sinepe Rio