Fale pelo WhatsApp:

Cannabis exposição durante a adolescência provoca danos cerebrais e Esquizofrenia, Estudo

Adolescentes, que muitas vezes fumam maconha, sofrem danos cerebrais de longo prazo e têm um risco maior de desenvolver esquizofrenia, segundo um estudo conduzido por pesquisadores americanos. O estudo foi publicado na revista Neuropsychopharmacology.
Compartilhe
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Adolescentes, que muitas vezes fumam maconha, sofrem danos cerebrais de longo prazo e têm um risco maior de desenvolver esquizofrenia, segundo um estudo conduzido por pesquisadores americanos. O estudo foi publicado na revista Neuropsychopharmacology.

(Reuters) O estudo descobriu que mesmo uma curta exposição à cannabis atividade cerebral prejudicada, com o dano continua na idade adulta

Os resultados particularmente verdadeiro para as pessoas que têm uma predisposição genética para o distúrbio de saúde mental. A cannabis pode ativar o transtorno.

Asaf Keller, da Universidade de Maryland School of Medicine, disse que os resultados revelam os possíveis perigos adolescentes podem enfrentar a partir de fumar maconha.

“A adolescência é o período crítico durante o qual o uso da maconha pode ser prejudicial”, disse Sylvina Mullins Raver, principal autor do estudo. “Queríamos identificar as bases biológicas e determinar se existe um real risco para a saúde permanente ao uso de maconha.

Para o estudo, os cientistas expuseram ratos jovens com quantidades muito baixas do ingrediente activo na marijuana, durante 20 dias. Eles descobriram que a atividade cerebral estava comprometida, com o dano continua na idade adulta.

“Nos ratos adultos expostos a ingredientes de maconha na adolescência, descobrimos que as oscilações corticais foram grosseiramente alterados, e eles exibiram habilidades cognitivas prejudicadas”, disse Raver, doutorando na Universidade de Maryland School of Medicine. “Encontramos também prejudicada cognitiva performance comportamental nesses ratinhos. A constatação surpreendente é que, embora os ratinhos foram expostos a doses muito baixas de drogas, e apenas durante um breve período durante a adolescência, suas anormalidades persistentes cerebrais na idade adulta. ”

Os cientistas conduziram o experimento, pela segunda vez em camundongos adultos. Eles deram a maconha para ratos adultos que nunca foram expostos à droga antes. Eles descobriram que as suas oscilações corticais e a capacidade para realizar tarefas cognitivas manteve-se normal, o que implica que, quando o cérebro é exposta ao fármaco durante a adolescência críticos, prejudica a função cerebral.

“Descobrimos que o córtex frontal é muito mais afetada pelas drogas durante a adolescência”, disse Keller. “Esta é a área do cérebro que controla as funções executivas, como planejamento e controle dos impulsos. Também é a área mais afetada na esquizofrenia. ”

Fonte: Postado por Stephen Adkins em 26 de julho de 2013 09:02 BRT

[divider]Insert your text here[/divider]

Original

Cannabis Exposure During Adolescence Causes Brain Damage and Schizophrenia, Study

Posted by Stephen Adkins on Jul 26, 2013 09:02 AM EDT

Teenagers, who frequently smoke weed, suffer long-term brain damage and have a greater risk of developing schizophrenia, according to a study conducted by American researchers. The study is published in the journal Neuropsychopharmacology.

(Reuters) The study found that even short-term exposure to cannabis impaired brain activity, with the damage continuing into adulthood

The findings particularly hold true for people who have a genetic susceptibility to the mental health disorder. The cannabis could activate the disorder.

Asaf Keller, of the University Of Maryland School Of Medicine, said the results reveal the possible dangers teens could face from smoking cannabis.

“Adolescence is the critical period during which marijuana use can be damaging,’ said Sylvina Mullins Raver, the study’s lead author. “We wanted to identify the biological underpinnings and determine whether there is a real, permanent health risk to marijuana use.’

For the study, the scientists exposed young mice to very low amounts of the active ingredient in marijuana for 20 days. They found that their brain activity was impaired, with the damage continuing into adulthood.

“In the adult mice exposed to marijuana ingredients in adolescence, we found that cortical oscillations were grossly altered, and they exhibited impaired cognitive abilities,’ said Raver, a PhD candidate at the University Of Maryland School Of Medicine. ‘We also found impaired cognitive behavioural performance in those mice. The striking finding is that, even though the mice were exposed to very low drug doses, and only for a brief period during adolescence, their brain abnormalities persisted into adulthood.”

The scientists conducted the experiment for the second time on adult mice. They gave the marijuana to adult mice that were never exposed to the drug before. They found that their cortical oscillations and the ability to perform cognitive tasks remained normal, which implied that when the brain is exposed to the drug during critical teenage years, it impairs brain function.

“We found that the frontal cortex is much more affected by the drugs during adolescence,’ said Keller. “This is the area of the brain controls executive functions such as planning and impulse control. It is also the area most affected in schizophrenia.”

Deixe seu comentário

Ana Café pela vida

Tamo Junto!