Fale pelo WhatsApp:

Agência da ONU registra aumento substancial do uso de drogas legais em 2013

Compartilhe
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Especialistas do mundo inteiro se reuniram em setembro em Viena, Áustria, para discutir o aumento do uso de novas substâncias psicoativas (NSP).

Especialistas do mundo inteiro se reuniram em setembro em Viena, Áustria, para discutir o aumento do uso de novas substâncias psicoativas (NSP).

Segundo o Escritório da ONU sobre Drogas e Crimes (UNODC), no último ano, essas drogas aumentaram 40%, de 251 para 354 novas substâncias, enquanto o número de países que detectam dessas substâncias subiu de 70 para 90.

As substâncias psicoativas são aquelas que interferem de alguma forma no sistema nervoso, podendo causar dependência. Algumas delas são legais, como a nicotina, o álcool e a cafeína, e são reguladas por instituições especializadas. Porém, novas drogas estão surgindo e sendo comercializadas numa velocidade tão rápida que os países estão tendo dificuldade em controlá-las.

O diretor-executivo do UNODC, Yury Fedotov, assinalou a urgência de reagir a esta tendência. “Os efeitos adversos das NSP são mal compreendidos e representam um risco para a saúde global. Uma ação coordenada da comunidade internacional é uma necessidade urgente para impedir a fabricação, o tráfico e o abuso dessas drogas.”

O encontro em Viena reuniu algumas das organizações líderes do mundo que trabalham para enfrentar esta ameaça, incluindo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e especialistas de 22 países. Os participantes concordaram que apesar das convenções internacionais de drogas possuírem os instrumentos para lidar com as NSP, ainda é muito difícil controlar essas substâncias.

O UNODC lançou um sistema de consulta e alerta sobre essas novas substâncias que oferece informações atualizadas e técnicas validadas de identificação, incluindo as estruturas químicas, além dos efeitos adversos relatados.

O portal também compila diferentes tipos de medidas legislativas tomadas até agora para responder ao desafio a nível nacional, bem como estudos sobre toxicologia, uso e tratamento das NSP.

Também em setembro, o Relatório Mundial sobre Drogas de 2013 destacou que, embora o uso de drogas tradicionais como heroína e cocaína pareça estar em declínio em algumas partes do mundo, o abuso de medicamentos prescritos e de NSP está crescendo.

O documento aponta que, pela primeira vez, o número de NSP – 251 em meados de 2012 – ultrapassou o número total de substâncias sob controle internacional – 234 –, o que representa um desafio imprevisto aos Estados-membros para enfrentar o problema mundial das drogas.

Autor: ONU Brasil Publicação: outubro 10, 2013 Em: Internacional, Mundo

Deixe seu comentário

Ana Café pela vida

Tamo Junto!